Ao utilizar este website está a concondar com a nossa política de uso de cookies. Para mais informações consulte a nossa Política de Privacidade.

OK
pt
Chakras

Origens dos Chakras

Os Chakras (chacra ou xacra) são a base das teorias e terapias holísticas, baseadas na ligação e estímulo de pontos energéticos e meridianos. A palavra chakra significa centro, roda e, graficamente, são representados com círculos de diferentes cores (vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, roxo e púrpura/fuschia).

Cada indivíduo tem 7 chakras – 6 corporais e 1 mental/espiritual.

A denomição de chakras tem origem no Tantra, que explora as experiências sensoriais, com o objectivo de conduzir a energia do chakra da raiz para o chakra superior, espiritual.

 

Os 7 Chakras

Cada Chakra tem 7 elementos diferenciadores:

  • Nome e Significado;
  • Mantra;
  • Cor;
  • Localização;
  • Elemento;
  • Símbolo;
  • Função.

Cada indíviduo tem a sua característica em relação a esse chakra (bloqueado; aberto ou hiperactivo).

 

Muladhara

  • Nome: Muladhara (Chakra Raiz) - Raiz de Suporte
  • Mantra: Lam - Olfacto
  • Cor: Vermelho
  • Localização: Períneo
  • Elemento: Terra
  • Símbolo: Lótus de 4 folhas
  • Funções: É a base dos chakras, pelo que revitaliza o corpo físico.

Estado: Quando as pessoas se encontram num estado de ansiedade, com a sensação de medo ou mesmo pânico, encontram-se com este chakra num estado bloqueado. Pelo contrário, quando está num estado hiperactivo, a pessoa sente necessidade extrema de se sentir seguro, concretizando-se numa pessoa ambiciosa e materialista, com grande resistência à mudança.

No estado aberto, o desejável, a pessoa sente-se segura e confiante e estável.

Svadhisthana

  • Nome: Svadhisthana (Chakra Sacro - da genitália e base do tronco) – Fundamento de si próprio;
  • Mantra: Vam – Apetite/Paladar;
  • Cor: Laranja;
  • Localização: Entre a púbis e o umbigo;
  • Elemento: Água;
  • Símbolo: Pirâmide;
  • Funções: A sua função principal é a reprodução e está ligado à força e vitalidade física;

Estado: Afecta sobretudo os sentimentos e a sexualidade. Quando as pessoas são frias e distantes, este chakra está bloqueado. Quando passam por fases extretamente emocionais e sensíveis em todos os aspectos, o chakra está hiperactivo.

Quando está aberto e equilibrado, as emoções fluem naturalmente, são passionais e vivem a sua sexualidade de forma saudável e equilibrada.

 

Manipura

  • Nome: Manipura (Chakra Umbilical – do Plexo Solar) – Cidade das Jóias
  • Mantra: Ram - Visão
  • Cor: Amarelo
  • Localização: Umbigo/Barriga
  • Elemento: Fogo
  • Símbolo: Globo
  • Funções: Está relacionado com o aparelho digestivo e emoções - como relacionar-se e comportar-se em grupo / situações sociais.

Estado: Quando se encontra num estado bloqueado, normalmente a pessoa é submissa, tímida, indecisa e passiva perante um grupo ou situação social. Pelo contrário, quando está hiperactivo, a pessoa tende a liderar, por vezes de forma agressiva, impondo a sua vontade.

Em estado aberto e equilibrado, a pessoa sente-se parte integrante do grupo, segura e com boa autoestima.

 

Anahata

  • Nome: Anahata (Chakra Cardíaco) – Invicto, que nunca é derrotado
  • Mantra: Yam – Tacto/Toque
  • Cor: Verde
  • Localização: Coração
  • Elemento: Ar
  • Símbolo: Lua (em estado Crescente)
  • Funções: Fornecer energia ao corpo e circulação de sangue pelo corpo. É também relacionado com a capacidade de amar, de empatia com os outros

Estado: Quando se encontra num estado bloqueado as pessoas sentem-se apáticas, frias e distantes. No estado hiperactivo as pessoas são obsessivas, ciumentas, chegando a ser egoístas, no sentido de exigirem atenção e amor de outras.

Num estado aberto e estável, as pessoas são amigáveis e estabelecem relações (amorosas, amizade, profissionais e familiares) estáveis, saudáveis e harmoniosas.

 

Vishuddha

Nome: Vishudda (Chakra Laríngeno/Garganta) - Purificador

  • Mantra: Ham - Audição
  • Cor: Azul Claro
  • Localização: Pescoço/Garganta/Laringe/Cervical
  • Elemento: Éter
  • Símbolo: Pirâmide invertida
  • Funções: Comunicação, ressonância das emoções e expressão do ser e do indivíduo. Equilíbrio entre a emoção e a razão

Estado: Quando está bloqueado, a pessoa tende a ter dificuldades a expressar-se, é tímida e introvertida. Hiperactivo, a pessoa tende a falar demasiado, sendo inoportuna muitas vezes, tende a dominar e manipular as pessoas e será um mau-ouvinte.

Encontrando-se no estado aberto e equilibrado, a pessoa não tem dificuldade a expressar-se, podendo explorar um lado mais criativo e artístico mas não se impõe às outras pessoas e será um bom ouvinte.

 

Ajna

  • Nome: Ajna (Chakra Frontal / Terceiro Olho) – Centro de Comando
  • Mantra: Om – Visão Extra-Sensorial (vulgarmente chamado o 6º sentido)
  • Cor: Azul Escuro / Indigo
  • Localização: Testa, entre as sobrancelhas
  • Elemento: Cosmos
  • Símbolo: Estrela de 5 pontas (Estrela de David)
  • Funções: É a base dos chakras, pelo que revitaliza o corpo físico.

Estado: Quando este chakra está bloqueado, as pessoas tendem a ter pensamentos negativos e/ou irrealistas sobre si mesmas e, por isso, preferem confiar noutras pessoas, principalmente se forem representação de alguma autoridade (professor, chefe, polícia, militar, etc). Num estado hiperactivo, as pessoas tendem a perder noção da realidade, fantasiam sobre os acontecimentos à sua volta ou que desejam que acontecendo, podendo levar, em casos extremos, a alucinações.

Num estado de equilíbrio, este chakra permite uma boa intuição e permite sonhar e fantasiar com o futuro mas sem perder noção da realidade ou sentimentos negativos e de insatisfação com a realidade.

 

Sahasrara

Nome: Sahasrara (Chakra Coroa) – Significa “Lótus de mil pétalas”
Mantra: Sem Mantra: silêncio, paz
Cor: Púrpura / Violeta ou branco
Localização: Acima da Cabeça
Elemento: Todos
Símbolo: Coroa
Funções: Revitaliza o cérebro e equilibra o estado mental e espiritual. É o chakra da sabedoria e da relação com o mundo que nos rodeia

Estado: Quando este chakra está bloqueado não nos encontramos em contacto e sensibilizados para a envolvente, as pessoas e mundo que nos rodeiam. Não nos conectamos com a nossa espiritualidade e não somos capazes de abrir a nossa mente a outros pensamentos e formas de viver. Quando o chakra está num estado hiperactivo, tendemos a superracionalizar todos os acontecimentos, mesmo quando o assunto é espiritualidade e ignoramos as sensações que a mesma nos pode provocar.

Num estado de equilíbrio, este chakra permite sermos cientes não só de nós mesmos mas do mundo que nos rodeia a conseguir encontrar uma equilíbrio entre sentimentos, razão e espiritualidade.