Ao utilizar este website está a concondar com a nossa política de uso de cookies. Para mais informações consulte a nossa Política de Privacidade.

OK
pt
Orgasmo feminino, com todo o prazer!

Faz parte da sua natureza, essa capacidade biológica de sentir prazer. Por isso não deve retrair-se em procurar por mais informação sobre o orgasmo feminino, seja para conhecer melhor o seu corpo e chegar lá, seja para obter experiências mais intensas e prolongadas.

Há uns anos atrás, o orgasmo feminino era um assunto tabu, mas hoje é um tema abordado sem constrangimentos, até porque é algo benéfico para o bem-estar físico e emocional das mulheres, em particular, e dos casais, em geral.

Logo, informações e dicas valiosas para conhecer e potenciar ao máximo o orgasmo na mulher, são uma porta de entrada para esse lugar onde mora a felicidade, chamado de clímax!

 

O que é o orgasmo feminino?

O orgasmo feminino é um prazer sexual intenso, alcançado pelas mulheres através de uma relação sexual, masturbação, massagem, estímulo visual ou outro meio, e provocado por fortes contrações rítmicas, essencialmente na vagina, que vão aumentando de intensidade até alcançarem o chamado clímax.

O orgasmo nas mulheres é assim, e numa linguagem mais científica, uma descarga química de neurotransmissores (como dopamina e serotonina) que proporciona um momento de prazer extremo, já que toda tensão proveniente da estimulação é finalmente atingida.

Ainda assim, cada caso é um caso e diferentes mulheres sentem de diferentes formas o orgasmo feminino, sendo que algumas não o sentem de todo e acabam por perder grandes benefícios para a sua saúde física e psicológica.

 

Como é o orgasmo feminino?

O orgasmo feminino é uma sensação de grande prazer que tanto pode ser descrita como uma onda de calor que se espalha pelo corpo inteiro como uma série de espasmos musculares.

E isso porque, o orgasmo feminino, além de variar de mulher para mulher, depende da origem, intensidade e duração do estímulo.

Daí que se costumem listar vários tipos de orgasmo feminino, sendo que os mais comuns são o orgasmo clitoriano e o orgasmo vaginal.

 

Orgasmo clitoriano

Este tipo de orgasmo feminino é atingido através da estimulação do clitóris e costuma ser descrito pelas mulheres, como o orgasmo mais intenso que conseguem sentir. 

Efetivamente, como existem muitas terminações nervosas ao redor do clitóris (um órgão localizado acima da abertura vaginal e da uretra), é natural que este seja considerado a fonte primária de prazer sexual feminino.

 

Orgasmo vaginal

Este tipo de orgasmo feminino é atingido através da estimulação da vagina durante a relação sexual, ou seja, durante a penetração na parte mais profunda da vagina.

Embora o orgasmo clitoriano e o orgasmo vaginal sejam as principais formas de prazer sexual feminino, existem outros tipos de orgasmo feminino, como o orgasmo com a estimulação do Ponto G ou Ponto U (uretra), orgasmo anal e até orgasmo mamário.

 

Como atingir o orgasmo feminino?

Existem algumas dicas de sucesso para atingir o orgasmo feminino e usufruir de uma intensa sensação de prazer. 

Em primeiro lugar, se sente dificuldade em atingir o orgasmo, convém experimentar diferentes posições sexuais para chegar à posição mais prazerosa, que costuma ser, para a maioria das mulheres, aquela que permite a penetração e, ao mesmo tempo, a estimulação do clitóris. 

A par, deve tocar-se ou masturbar-se para conhecer melhor o seu próprio corpo e entender quais são as suas zonas erógenas, aquelas que lhe proporcionam maior prazer.

Também pode praticar pompoarismo, uma ginástica íntima que relaxa e fortalece os músculos da região vaginal e proporciona vários benefícios para a saúde e sexualidade feminina.

E que tal experimentar acessórios eróticos para aumentar o prazer, incluindo um vibrador?

Por fim, mas não menos eficaz, deve experimentar uma massagem tântrica ou mesmo uma massagem yoni. A primeira, ao focar-se na redistribuição das energias sexuais do corpo, expande a sua sensibilidade e sexualidade e proporciona vivências intensas, incluindo o orgasmo.

A segunda, por envolver toques na vagina, é capaz de libertar sensações de prazer que desconhecia e por isso ser bastante eficaz no desbloqueio de barreiras à sexualidade. Tanto que – e embora o objetivo não seja esse – algumas mulheres chegam a conseguir orgasmos múltiplos numa só sessão de massagem yoni.

Se sente dificuldade em atingir o orgasmo, marque uma massagem tântrica ou uma massagem yoni na Genuine Tantric.

Atreva-se a conhecer melhor o seu corpo e experienciar sensações indiscritíveis! 

 

Quanto tempo dura o orgasmo feminino?

Em média, o orgasmo nas mulheres dura 10 segundos. Contudo, há mulheres que sentem essa sensação de prazer durante um minuto e outras que sentem apenas durante breves instantes.

Independentemente do tempo que demore o orgasmo, a mulher pode ter entre 9 a 12 contrações até passar ao clímax, ao auge da excitação, quando o corpo liberta uma quantidade significativa de substâncias para o cérebro, que incrementam o prazer e também o bem-estar físico.

 

Como funciona o orgasmo feminino?

Não é complicado explicar como funciona o orgasmo feminino.

Tudo começa quando a mulher é estimulada (por masturbação, relação sexual, massagem erótica ou qualquer outra fonte de excitação) e envia para o cérebro, através do sistema nervoso, sinais de prazer.

Na verdade, 99% do processo de ter um orgasmo acontece no cérebro onde a sensação de prazer vai aumentando até chegar ao seu expoente máximo!

Nessa altura, durante breves, mas preciosos segundos, os músculos junto dos órgãos genitais contraem-se de maneira rítmica e a rápida libertação de tensão muscular envia ondas de prazer através da área genital e ao longo da zona pélvica.

Além da pulsação na entrada da vagina, a mulher pode sentir o orgasmo pelo corpo todo! Inclusive mostrar uma expressão facial única de “estou quase lá”, pupilas dilatadas, respiração ofegante, coração acelerado e mamilos mais sensíveis, entre outras alterações.

De ressalvar que para a maioria das mulheres, é mais fácil atingir um orgasmo clitoriano, através do toque da área genital externa, do que atingir um orgasmo vaginal, durante a penetração.

Ainda assim, numa coisa elas são unanimes: depois do orgasmo, sentem-se relaxadas e satisfeitas.

É que após o orgasmo, o cérebro liberta um neurotransmissor chamado oxitocina que é responsável pela sensação de relaxamento, razão pela qual um orgasmo pode potenciar uma boa noite de sono! É só vantagens!

Ainda sobre o funcionamento do orgasmo feminino, há a referir que com o processo de envelhecimento, as mulheres podem demorar mais tempo a atingir o orgasmo e precisarem de novos estímulos para alcançá-lo. Um desses estímulos é a massagem erótica! 

Entre massagens tântricas, massagens yoni e até massagens picantes para casais, a Genuine Tantric tem à sua disposição todos as técnicas necessárias para nunca abandonar o prazer. Contacte-nos!