Ao utilizar este website está a concondar com a nossa política de uso de cookies. Para mais informações consulte a nossa Política de Privacidade.

OK
pt
Pompoarismo

Afinal, quem não quer o melhor de dois mundos? Aumentar o prazer sexual e ao mesmo tempo obter ganhos para a saúde? Isso é possível com pompoarismo, uma técnica milenar que tem por foco o fortalecimento da musculatura pélvica e que garante mais qualidade de vida e - porque não dizê-lo? - orgasmos mais intensos!

Segurar bolinhas com a musculatura vaginal e expulsar objetos só com a força entre as pernas, é parte do que pode conseguir com a prática regular de pompoarismo, mas esta ginástica íntima vai além da performance sexual entre um casal.

Também tonifica os órgãos genitais, aumenta a líbido, intensifica a sensibilidade, melhora a irrigação sanguínea na região pélvica, resolve problemas de ressecamento vaginal, fortalece os músculos do períneo, facilita o parto natural e até previne uma série de doenças.

Por isso, aceite o convite e venha dai conhecer o pompoarismo!

 

O que é pompoarismo?

Pompoarismo é uma técnica de exercícios para o canal vaginal, um estilo de ginástica íntima que tem por objetivo fortalecer os músculos e estimular a contração do períneo e da vagina através de diferentes movimentos de contração e relaxamento do canal vaginal, contribuindo assim para uma melhoria da saúde e, claro, para um maior prazer sexual.

Realizado a partir de movimentos de contração, o pompoarismo permite que a mulher tenha maior consciência do seu corpo e controle do seu próprio orgasmo, faça os exercícios de forma natural ou com o auxílio de acessórios específicos, como as famosas bolas ben-wa ou bolas de pompoarismo (duas bolinhas ligadas por um fio de silicone) que são colocadas na entrada da vagina e que com os movimentos, ora são “sugadas” ora são “expulsas” para um melhor controle da região do períneo.

 

Qual a origem do pompoarismo?

Tudo indica que o pompoarismo está ligado à filosofia milenar tantra do Oriente, cuja finalidade é prolongar e intensificar o prazer durante o ato sexual e beneficiar a saúde da mulher e do homem.

Ainda assim, os exercícios íntimos do pompoarismo tal como hoje os conhecemos, foram desenvolvidos a partir de um método utilizado pelo ginecologista Arnold Henry Kegel para tratar a incontinência urinária e mais tarde, para aumentar o prazer sexual.

Hoje o pompoarismo tem por objetivo a tonificação dos músculos do períneo e o fortalecimento da musculatura pélvica quer para facilitar o parto natural quer para aumentar o prazer durante o sexo, melhorando a autoestima e aumentando a líbido.

De ressalvar que, apesar desta técnica ser associada ao sexo feminino, também pode ser praticada por homens, nomeadamente para fomentar o aumento do tempo entre a excitação e o orgasmo e para tratar problemas de ejaculação precoce.

Se gostava de conhecer um pouco melhor a filosofia tântrica que deu origem ao pompoarismo, marque uma sessão de massagem tântrica em Lisboa!

 

Técnicas de pompoarismo

As técnicas do pompoarismo não são complicadas, desde que perceba o que vai exercitar, como exercitar e, claro, desde que se comprometa com uma prática regular para obter os melhores resultados possíveis!

Na verdade, se o pompoarismo for realizado todos os dias (dependendo da orientação médica), logo no primeiro mês os resultados já são visíveis! Isso não significa (apenas) que vai conseguir manter o canal vaginal "apertadinho" durante a penetração e impressionar o seu parceiro, significa também - e principalmente - melhorias significativas a nível da sua saúde íntima e saúde em geral.

Portanto, se mantém o interesse nas técnicas do pompoarismo, siga as próximas dicas! 

 

1ª Técnica de pompoarismo: Contração 

Faça 5 séries de 30 contrações do canal vaginal com intervalos de 1 minuto (como se estivesse a conter a urina) e vá aumentando o número de séries e reduzindo o intervalo de tempo até chegar ao sétimo dia com 10 séries de 30 contrações com intervalos de 30 segundos, aproximadamente.

 

2ª Técnica de pompoarismo: Contração e relaxamento

Adicione ao movimento de contração encetado na primeira técnica, o relaxamento, ou seja, aquela sensação de fazer força para a expelir a urina: primeiro uma contração forte e depois um relaxamento intenso até 5 segundos numa série de 10.

 

3ª Técnica de pompoarismo: Relaxamento e contração

De seguida, alterne: faça um relaxamento intenso rápido e uma contração forte de 5 segundos numa série de 4 repetições a cada 30 segundos, sendo que com o tempo pode e deve aumentar as repetições e reduzir o tempo de pausa.

 

4ª Técnica de pompoarismo: Aumento da contração

No quarto exercício o objetivo é fazer a contração do canal vaginal durante o máximo de tempo possível e ir registando os progressos!

 

5ª Técnica de pompoarismo: Respiração

Por fim, deve adicionar a respiração às técnicas anteriores. Por outras palavras, deve respirar fundo algumas vezes para se preparar e a seguir inspirar, contrair a musculatura da vagina e depois expirar e relaxar (como se estivesse a fazer força para urinar).

Estas técnicas de pompoarismo devem ser exercitadas todos os dias até obter o efeito desejado e, a partir daí, pode escolher apenas um exercício para fazer uma vez por dia, para não perder a prática.

Inclusive, depois de apreendidas estas técnicas de pompoarismo, pode começar a usar acessórios para intensificar o exercício de “sugar” e “expulsar”, como as bolas de pompoarismo, colar tailandês ou cones de Plevnik.

Mas, atenção! É importante seguir as orientações de um profissional para que os exercícios sejam prazerosos e feitos com toda a segurança.

Por isso, se quer avançar com os exercícios de pompoarismo, procure por ajuda especializada para ter orientação sobre o seu tipo de musculatura vaginal e descobrir qual o melhor treino para usufruir dos benefícios desta técnica.

 

Benefícios do pompoarismo

Para a saúde

  • Previne e melhora problemas de incontinência urinária e fecal;
  • Ajuda grávidas a prepararem-se para o parto e a recuperarem no pós-parto;
  • Beneficia a irrigação sanguínea da região pélvica;
  • Reduz cólicas durante o período menstrual;
  • Regulariza o fluxo e o ciclo menstrual;
  • Melhora o funcionamento do intestino;
  • Pode resolver casos de anorgasmia ou dificuldade em atingir o orgasmo;
  • Contribui para o tratamento de dispareunia (dores durante o sexo);
  • Combate a flacidez vaginal;
  • Diminui sintomas da menopausa;
  • Previne miomas.

 

Para o sexo 

  • Aumenta a lubrificação;
  • Desperta a líbido;
  • Estimula a sensibilidade local e as terminações nervosas;
  • Possibilita orgasmos mais intensos e mais frequentes;
  • Permite que a relação sexual seja mais longa e excitante;
  • Apimenta a relação com novas sensações e variedades de movimentos durante a penetração.

 

Contraindicações do pompoarismo

À semelhança de outros tipos de exercício físico, também o pompoarismo tem contraindicações.

Não é aconselhado durante os primeiros meses de gestação nem em casos de endometriose, bexiga caída, infeções urinárias, candidíase, miomas em crescimento e cirurgias recentes. De qualquer forma, em caso de dúvida, já sabe: o melhor é mesmo consultar o seu médico!

E se chegar à conclusão de que o pompoarismo não é indicado para si, sugerimos uma massagem tântrica para libertar energias, relaxar e descobrir vários pontos erógenos capazes de levar ao êxtase!